Eco Adventure Tour

Ceará

A costa cearense, com 573 km, é um dos principais pontos de atração.

O Ceará é um dos centros turísticos mais procurados do Brasil. A costa cearense, com 573 km, é um dos principais pontos de atração. Antigas vilas de pescadores, como Canoa Quebrada, marcada pelas belas falésias vermelhas, riachos, altas dunas, lagoas e arrecifes, e Jericoacoara, com imensas dunas brancas de quase 30 m, um calmo mar, lagoas, recifes e esculturas naturais, ambas reconhecidas internacionalmente, atraem visitantes de todo o mundo, como Estados Unidos e Europa. A capital Fortaleza possui praias famosas, como a de Mucuripe, a de Iracema e a do Futuro, sendo a base para se conhecer as outras praias de raras e inacreditáveis visões do litoral cearense, como Água Belas, Prainha, Redondas, Ponta Grossa, Retirinho, Lagoa do Mato, Esteves, Barreiras, Porto das Dunas, Camocim, Morro Branco, Praia das Fontes, Iguape, Icapuí, Lagoinha, Flexeiras, Mundaú, Cumbuco, Bitupitá, Icaraí, Caponga, Pontal das Almas, e uma infinidade de belíssimas e impressionantes paisagens litorâneas do Ceará.

O território se alonga por extensões de serras e de sertões, com formações peculiares, como a Chapada de Ibiapaba, onde se encontra a Gruta de Ubajara (uma caverna com mais de um quilômetro de extensão), no Parque Nacional de Ubajara e com muitas cachoeiras de até 60 metros de altura. A oeste se destacam a serra da Meruoca e o Maciço de Baturité. A leste enfileiram-se as Chapadas de Apodi e Araripe, sendo esta última com 220 km de extensão, e em que cujos vales há a produção de frutos tropicais. Ao sul do estado, na divisa com o Piauí, Paraíba e Pernambuco, situa-se a Floresta Nacional do Araripe, havendo a maior concentração mundial de fósseis do Período Cretáceo (entre 140 e 65 milhões de anos atrás).

Os recursos da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) a partir dos anos 60 e os incentivos fiscais da década de 70 fazem crescer os setores têxtil e alimentício. Indústrias de transformação surgem apoiadas no crescimento da produção de cana-de-açúcar e dos óleos de carnaúba, mamona e oiticica.

Colonos portugueses, apoiados por expedições militares, começam a ocupar o Ceará por volta de 1610, O objetivo é proteger a capitania, criada em 1534, dos ataques franceses, holandeses e ingleses. O povoamento do interior do estado e o desenvolvimento da agropecuária ampliam-se quando proprietários de Pernambuco, da Paraíba e de Alagoas chegam à região para fugir dos holandeses, no século XVII e instalam-se no litoral nordestino.

No início do século XIX, os cearenses participam da Revolta Pernambucana de 1817, das lutas de Independência e da Confederação do Equador de 1824, em Pernambuco. No período imperial, o estado envolve-se nas campanhas abolicionista e republicana. O Ceará, juntamente com o Amazonas, são as primeiras províncias brasileiras a declarar oficialmente extinta a escravidão em 1884. A república contribui para fortalecer o poder dos grandes fazendeiros, os coronéis, que controlavam todo o Estado.


View on Instagram